Vanessa Grazziotin denuncia: Decisão do STF sobre Renan foi manobra para aprovar PEC

“Temos a convicção absoluta e plena de que houve uma articulação pesada por parte do palácio do Planalto para que o resultado fosse esse. Ficou claro no voto expresso por vários ministros quando diziam que o Brasil vivia um momento de “anormalidade” e que no Congresso tramitam medidas econômicas que tem a “necessidade de serem aprovadas”. Votaram não pela justiça, mas pela política, o que deixa claro que esses votos foram em nome da aprovação da PEC do congelamento dos gastos públicos”, denunciou a senadora comunista.




“Essa PEC favorece o capital rentista, o capital especulativo porque só limita gastos na saúde, na educação, na segurança, meio ambiente, ciência e tecnologia, mas mantém intactos os gastos com pagamentos de juros e serviços da dívida pública. E a metade do orçamento da União vai para pagar isso”, completou.

A senadora destacou ainda que, diante da decisão do STF, Renan deverá retomar a pauta da PEC 55, nesta quinta-feira (8), o debate sobre a PEC deve ser retomada na busca de tentar cumprir a agenda para votação em segundo turno da proposta.

Via Portal Vermelho