Vander Neves: A probabilidade que não ocorram eleições diretas em 2018 está aumentando

Nós votamos em Dilma! E o GOLPE será assim: quase no meio deste ano (2017) ou mesmo no meio deste ano, por volta de junho ou julho, o presidente do Brasil será o Rodrigo Maia, do DEM. Se a eleição for indireta, o GOLPISTA Temer se candidatará (se o TSE permitir), ou mesmo o Rodrigo Maia, se puder, ou o Gilmar Mendes ou mesmo um outro tucano qualquer.

Duvido que deixem que as eleições sejam diretas em 2017! Quem venceu foi a Dilma, mas, muito provavelmente, quem terminará o mandato da Dilma será o PSDB!




Esse é o GOLPE, que entrará na sua segunda fase em breve. E, claro, o próximo presidente eleito, indiretamente, trabalhará para estender seu próprio mandato para 2021 ou 2022, impedindo, assim, que LULA seja eleito em 2018, já que MORO não conseguirá prendê-lo baseado apenas em convicções!

A probabilidade que não ocorram eleições diretas em 2018 está aumentando.

Vander Neves