The Independent diz que Michel Temer rouba e não faz

”O Brasil costumava dizer que seus políticos ‘roubam, mas fazem’ – o presidente Michel Temer não consegue fazer nem isso”.

A ironia é o (longo) título de uma reportagem do jornal britânico ”The Independent” sobre a situação política do Brasil depois do impeachment de Dilma Rousseff. Sem direito a uma lua de mel com a política do país, diz o texto, Temer tem enfrentado protestos regulares, e tem baixa popularidade entre os eleitores.




”Para muitos brasileiros, a corrupção é o maior problema do país, e a ironia de que Dilma não foi pessoalmente condenada por fraude, mas Temer sim, não escapou a eles”, diz o jornal, indicando que o presidente está inelegível por oito anos, além de ser acusado de ter recebido propina.

Apesar de ser mencionado em escândalos de corrupção, explica, Temer não vai ter facilidade em ”fazer” algo pelo país. ”No caso de Temer [a frase ‘rouba, mas faz’] reflete a esperança de que seu governo ajude o país a sair da crise econômica, o que abafaria os escândalos de corrupção. Depois de cinco meses no poder, entretanto, Temer enfrenta um aprofundamento da recessão”, diz.

O jornal explica que o governo deve introduzir cortes ”dolorosos” no orçamento, além de flexibilizar as leis trabalhistas, o que tem gerado protestos e preocupações no país.

”Estes dilemas refletem a taxa de aprovação de 14% de Temer na pesquisas de opinião de junho, enquanto apenas 5% dos brasileiros dizem que votariam nele em uma eleição presidencial.”

(Daniel Buarque – blog Brasilianismo)


Leia mais