‘Quem é o presidente importa menos do que a continuação das reformas’, afirma revista

“Quem é o presidente importa menos do que a continuação das reformas”. É o que afirma um editorial da The Economist, a principal revista de economia e finanças do Reino Unido, na edição publicada nesta sexta-feira.




“Com Temer ou sem ele, o melhor que o Brasil pode esperar agora é ter um presidente fraco, mas que consiga concluir o que o atual presidente começou no resto do mandato”, afirma trecho do artigo.

O presidente Michel Temer enfrenta a maior crise de seu governo desde a divulgação da gravação da conversa em que dá a Joesley Batista, um dos donos da JBS, um suposto aval para comprar o silêncio do ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ), preso em Curitiba no âmbito da Operação Lava Jato.

A gravação faz parte do conjunto de provas que o empresário negociou com a Procuradoria-Geral da República em seu acordo de delação premiada.




A revista destaca que as denúncias “feriram” a Presidência e o país. E afirma que, apesar das falhas, “Temer estava avançando nas reformas que o Brasil precisa desesperadamente”.

Leia mais na BBC.