Tenente do Exército apresenta a Moro registro diárias que prova que Lula sequer dormiu no triplex

O chefe da equipe institucional e segurança do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, tenente do Exército Valmir Moraes, depôs nesta segunda-feira (21) ao juiz Sérgio Moro, na 13ª Vara Federal de Curitiba, em ação que apura a acusação de procuradores da Lava Jato de que Lula seria o “proprietário oculto” de um tríplex do Guarujá (SP). 

Valmir Moraes confirmou o que outras testemunhas já ouvidas no processo informaram: que o ex-presidente esteve uma única vez no apartamento, acompanhado de Dona Marisa, e que Dona Marisa visitou o tal apartamento mais uma vez. Disse também que sua equipe jamais registrou qualquer diária a partir do Guarujá, o que significa que o ex-presidente Lula jamais pernoitou no tal apartamento. 




As diárias da equipe de segurança do ex-presidente registram o local onde eles estiveram acompanhando o ex-presidente da República. Ou seja: há registros de onde Lula esteve em cada dia após este ter deixado o cargo de presidente da República, e esses registros provam que ele jamais pernoitou no apartamento do Guarujá. 

Moraes relatou que, após a volta do Guarujá, o ex-presidente teria dito: “Sabe quando que eu vou frequentar esse apartamento? Nunca. Vou pedir para Dona Marisa não comprar esse apartamento.”  O tenente do Exército também relatou que jamais presenciou qualquer conduta indevida ou antiética do ex-presidente trabalhando cinco anos com ele, e que se esse fosse o caso, pediria dispensa da função.

Via Lula


Leia mais