Temer vai visitar o rei da Suécia e o Congresso brasileiro antes de deixar a Noruega

A premiê norueguesa, Erna Solberg, em encontro com Michel Temer na manhã de hoje (23), disse que o Brasil precisa de uma “limpeza” – em uma referência à corrupção que tomou conta do governo, onde o chefe do executivo (sic) está prestes a ser denunciado por corrupção.

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, denunciará Temer por obstrução da justiça e corrupção passiva nos próximos dias.




Solberg ainda anunciou uma redução das doações, por parte da Noruega, ao Fundo Amazônia devido ao crescente desmatamento.

Temer respondeu à premiê afirmando que as instituições brasileiras estão funcionando com regularidade e que no Congresso brasileiro há mais de 20 propostas que flexibilizam o Licenciamento Ambiental.

Ao invés passar uma mensagem de comprometimento do Brasil com o combate ao desmatamento da Floresta Amazônica, Temer fala em flexibilizar um procedimento administrativo que regula instalações de atividades e empreendimentos que utilizam recursos naturais.

Para completar o desastre, Temer disse a Solberg que visitará o rei da Suécia e o Congresso brasileiro antes de deixar a Noruega.

Tudo isso enquanto cerca de 3 ambientalistas protestavam contra o pmdebista do lado de fora.