Temer nomeia um réu no STF por falsidade ideológica para o ministério do Turismo

O presidente Michel Temer escolheu o deputado federal Marx Beltrão (PMDB-AL) para comandar o Ministério do Turismo. A nomeação de Beltrão para a pasta foi publicada no Diário Oficial da União desta quarta-feira.

Deputado federal em primeiro mandato, Marx Beltrão Lima Siqueira é réu no Supremo Tribunal Federal (STF), acusado de falsidade ideológica. Segundo a Procuradoria da República em Alagoas, ele apresentou, quando era prefeito do município alagoano de Coruripe, comprovantes previdenciários ao governo federal com informações falsas.




A cerimônia de posse de Beltrão está agendada para as 12h, no Palácio do Planalto. Antes, o presidente Michel Temer participa da cerimônia de lançamento do Programa Criança Feliz, que terá a primeira-dama Marcela Temer como embaixadora.

 A escolha de Marx Beltrão acontece para atender aos interesses da bancada do PMDB. Nos bastidores, parte da bancada do partido ameaçou retaliar o governo em votações importantes na Casa, como na da PEC do teto dos gastos públicos, que deve ocorrer na próxima semana.

Até então, o Ministério do Trismo estava ocupado interinamente por Alberto Alves. O cargo estava vago desde o dia 16 de junho, quando o ex-presidente da Câmara Henrique Eduardo Alves pediu demissão após ter sido citado em delação premiada da Operação Lava-Jato. Na ocasião, o ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado disse que Alves recebeu R$ 1,55 milhão em doações eleitorais com recursos ilícitos. 

(Kelly Matos – Zero Hora)