‘Temer do Pantanal’: Gilmar Olarte, que armou trama pra derrubar prefeito, é preso em Campo Grande-MS

O Gaeco – Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado –  teria prendido agora de manhã em Campo Grande o ex-prefeito da capital Gilmar Olarte e sua esposa, Andrea Olarte. A operação foi na residência do casal.

A prisão teria sido temporária por cinco dias.

Eles estão sendo acusados de corrupção e lavagem de dinheiro numa nova fase das investigações do MP.

Um dos fatos investigados é a construção de uma mansão no residencial Dahma, na Capital, que teria consumido mais de 450 mil reais e teria o valor final de 1,5 milhão de reais.

A obra era tocada por um dos filhos do casal e foi abandonada assim que eles saíram da Prefeitura no ano passado.

O Gaeco já ouviu o porteiro, o mestre de obra e até o corretor do empreendimento. Todos contam que o casal foi quem acertava os pagamentos, a maioria deles que dinheiro vivo.

Inclusive com vídeos e áudios já anexados ao procedimento investigatório.

Além disso, Andrea teria comprado imóveis em outros estados e num deles acabou não pagando os valores combinados.

Olarte já responde por outros processos. Um deles é oriundo da Operação Coffee Break onde ele teria junto com outros políticos armado uma trama para derrubar o prefeito Alcides Bernal (PP).

(Nélio Brandão)