Tássia Camargo toma providências contra sites, TVs e internautas por calúnia, difamação, injúria e crimes de internet

Um site chamado ‘Diário do Brasil’ fez uma publicação sobre Tássia Camargo intitulada “Após culpar a Globo pela morte de Marisa, atriz chama Regina Duarte de ‘canastrona’ e divulga notícia falsa. O responsável pela matéria (sic) se baseou em posts e vídeos da atriz, no Facebook, para distorcer fatos e manipular a opinião pública.

Logo no início da publicação, o autor afirma que Tássia culpou a rede Globo pela morte da ex-primeira-dama Marisa Letícia e que “jogou praga naqueles que não concordam com os ideais petistas”. O site ainda acusa a atriz de espalhar “notícia falsa nas redes sociais”.

Na sequência, o Diário do Brasil trata de um comentário de Tássia Camargo, sobre um advogado que, supostamente, teria soltado fogos de artifício para comemorar a morte da ex-primeira-dama e que teria sofrido um AVC em seguida. Porém o autor modificou o o que a atriz escreveu.

Veja como a Tássia publicou:

Sem título

Agora, vejam a modificação feita pelo Diário do Brasil:

Sem título

O site, despudoradamente, remove o trecho em que Tássia afirma não saber se o link se tratava de um boato. Afinal, diversas pessoas compartilham notícias falsas de sites inescrupulosos, como o Diário do Brasil. Não é razoável tentar prejudicar a imagem de quem quer que seja por ter compartilhado uma noticia enganosa, ainda mais quando se manipula um comentário.

Entramos em contato com Tássia Camargo para entender o motivo do site ter afirmado que ela culpou Globo pelo falecimento de Marisa Letícia. Ela nos esclareceu que não acusou a rede Globo de matar, mas, sim, de torturar mentalmente a família do ex-presidente Lula.

“O próprio Dr. Kalil disse que foi stress, e quem mais estressou o Lula e a dona Marisa? Qual é a emissora que comanda?”, disse Tássia.

A atriz ainda afirmou que a rede Globo dividiu o país em dois.

Durante a conversa com o Debate Progressista, Tássia Camargo também falou sobre os comentários odiosos e difamatórios, além das ameaças que recebe em sua página do Facebook.

Ela nos enviou alguns prints para mostrar e fez questão de dizer que as imagens mostram apenas os comentários mais “leves”, dentre tantos outros com conteúdos criminos

comentários 4

comentários da fanpage

comentários fanpage2

Questionada se tomaria alguma medida cabível contra o Diário do Brasil e contra os internautas, Tássia foi enfática: “Já tomei, não só para o Diário do Brasil, como outros que reproduziram, incluindo TVs, além de internautas que me caluniaram e caluniam, além de me agredirem em minha página do Facebook. A minha advogada, Flávia Lamego, já está com todos os prints e vai elaborar a abertura de inquérito policial, cível e criminal, por calúnia, injúria, difamação e crime de internet. Isso é prevenção dos meus direitos de liberdade de expressão, mas sem manipulação.”


Leia mais