STF arquiva inquérito contra Lindbergh Farias por falta de indícios de crimes cometidos pelo senador

O ministro Edson Fachin, relator da Operação Lava Jato no STF (Supremo Tribunal Federal), arquivou o inquérito contra o senador Lindbergh Farias (PT-RJ).

Fachin atendeu pedido feito pela PGR (Procuradoria-Geral da República) no fim de janeiro.

Para a PGR, as provas colhidas no inquérito não apresentam indícios de crimes cometidos pelo parlamentar.




Em novembro de 2016 a Polícia Federal pediu o arquivamento da investigação.

O inquérito foi aberto em março de 2015 para apurar se o senador cometeu crimes de corrupção passiva qualificada e de lavagem de dinheiro.

Em delação premiada, o ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa disse que, em 2010, Lindbergh teria lhe pedido R$ 2 milhões para sua campanha ao Senado.

Leia mais na Folha de São Paulo.