Serra tentou comprar o voto do Uruguai para suspender a presidência da Venezuela no Mercosul

O ministro uruguaio, Rodolfo Nin Novoa, acusou o governo brasileiro de querer “comprar o voto do Uruguai”, alegando que a transferência da presidência temporária do Mercosul para a Venezuela fosse suspensa, com a ajuda do país, em troca de futuros acordos comerciais com o Brasil.

“Nós não gostamos que o chanceler (José Serra) tenha vindo ao Uruguai com a pretensão de suspender a presidência da Venezuela. Com a suspensão, ele nos levaria à negociações com outros países, como quem quer comprar o voto do Uruguai”, disse Rodolfo Nin Novoa na última quarta-feira (10).

Acompanhado pelo ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, Serra chegou no Uruguai no dia 5 de julho para se encontrar com o presidente Tabaré Vázquez. Numa coletiva de imprensa, Serra revelou que o Brasil faria “uma grande ofensiva” comercial na África subsahariana e no Irã e que queria ter o Uruguai como “parceiro”. Ele pediu ao governo para suspender a transferência da presidência do Mercosul para a Venezuela.

Leia mais no El País


Leia mais