Senadores vão ao STF pedir afastamento cautelar de Michel Temer

247 Pelos mesmos motivos que Eduardo Cunha foi afastado do cargo de presidente da Câmara, o interino Michel Temer também deve ser. É o que alegam senadores da oposição, que pretendem ir ao Supremo Tribunal Federal para pedir seu afastamento cautelar do cargo.

Temer estaria usando do cargo para defender seus próprios interesses. Isso porque, caso consiga fazer o impeachment da presidente Dilma Rousseff para se tornar presidente efetivo, ele teria imunidade penal.

Não poderia ser investigado pelas denúncias de caixa dois e de propina divulgadas neste fim de semana – Temer foi delatado por Marcelo Odebrecht, que o acusa de pedir R$ 10 milhões no Palácio do Jaburu, que teriam sido entregues em dinheiro vivo a seus aliados (leia aqui).

“Além de querer parar as investigações, conforme falou o senador Romero Jucá, em gravação com Sérgio Machado, o presidente interino também quer garantir imunidade que só o cargo de presidente lhe dá”, afirma um parlamentar da oposição.


Leia mais