Segundo Vanessa Grazziotin, Cristovam Buarque e Randolfe Rodrigues votarão contra o impeachment; restam apenas 4 votos

Em entrevistas ao jornal A Crítica da cidade de Manaus, a Senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) afirmou que dos seis Senadores que mantém conversas com o grupo pró-Dilma, dois já se decidiram pelo voto contrário ao impeachment.

“Nosso grupo de 22 parlamentares, a qual se agregaram mais dois, que estão trabalhando. Estamos reunidos entre nós, debatendo a situação política e buscando saídas. Temos que ter claro que o que está acontecendo no Brasil não é um processo de impeachment, porque não houve crime”, afirmou Vanessa.

A Senadora disse que Cristovam Buarque (PPS-DF) mudou de posição após a divulgação das gravações de Sérgio Machado que comprometeram caciques do PMDB como Romero Jucá, Renan Calheiros e José Sarney e Randonfe Rodrigues (REDE-AP) que declarou não concordar em conduzir Michel Temer (PMDB-SP) ao poder.

Os Senadores têm consciência de que o problema maior da presidenta Dilma Rousseff será a governabilidade.

“Estamos conversando com ela há muito tempo, estamos construindo uma carta a muitas mãos”, disse a parlamentar

A parlamentar ainda afirma que a carta está sendo confeccionada pelos Senadores, e que Dilma Rousseff se manifestará se comprometendo com o conteúdo da carta.

“O conteúdo central da carta é a proposta de plebiscito para a antecipação das eleições”, afirmou Vanessa.

O lançamento da carta está previsto para o dia 02/08.


Leia mais