Início Notícias Segundo delator, presidenta eleita Dilma Rouseff demitiu “operador de propinas” de Temer

Segundo delator, presidenta eleita Dilma Rouseff demitiu “operador de propinas” de Temer

No acordo de delação premiada com o Ministério Público Federal, o empresário Joesley Batista, dono da JBS, revelou que Michel Temer lhe pediu que pagasse uma mesada de R$ 100 mil ao ex-ministro da Agricultura de Dilma Rousseff, Wagner Rossi. 

Indicado por Michel Temer ao cargo, Rossi foi demitido em agosto de 2011 pela então presidente Dilma Rousseff. Segundo Joesley, o valor teria sido pago pela JBS por um ano. O executivo relata que Temer fez o pedido em benefício de Rossi após ele deixar a Esplanada em 2011.




Wagner Rossi deixou o Ministério da Agricultura acusado de praticar uma série de irregularidades na pasta. Entre elas o uso de um jatinho da Ourofino Agronegócios, que recebeu autorizações do ministério para produzir medicamento contra a febre aftosa; acusações de irregularidades na Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), e de instalar dentro do Ministério o lobista Júlio Fróes para intermediar negócios com empresas. 

Leia mais no Brasil 247.


Leia também

MP-SP abre inquérito contra Alckmin por improbidade administrativa

Ministério Público de São Paulo abriu nesta sexta-feira (20) um inquérito civil para inves…