Secretário e ex-policial militar do interior de RO manda matar o amante por causa de ‘nudes’

O secretário municipal de Saúde de Espigão D’Oeste (RO), Eduardo Bezerra da Cruz, foi preso nesta sexta-feira (4) por ter mandado assassinar a tiros o ex-amante por causa de uma ‘nudes’. O crime foi na tarde da última quarta-feira (2). Conforme a Polícia Civil, Eduardo decidiu matar o biólogo de 32 anos porque a vítima estava ameaçando divulgar as fotos íntimas do servidor.




Eduardo Cruz, além da função de secretário de saúde, é policial militar reformado.

Após ser preso o secretário negou o crime, porém confessou que era chantegeado pela vítima por causa das “nudes” e que, no passado, já teve um relacionamento extraconjugal e homoafetivo com o biólogo.

O suspeito de executar o crime também foi preso e confessou que matou a vítima a mando do secretário.




Em entrevista, o diretor do Departamento de Polícia do Interior, Arismar Araújo de Lima, revelou que o suspeito de atirar na vítima foi preso em Cacoal (RO), e confessou que cometeu o crime a mando do secretário de saúde de Espigão D’Oeste, Eduardo Bezerra da Cruz.

“O Eduardo teria dito a ele que a vítima tinha umas fotos íntimas dele (secretário) e uma familiar da própria vítima, e estava o chantageando, por isso ele decidiu contratar o suspeito para matar o biólogo”, revela.

O secretário, segundo a polícia, teria atraído a vítima até o local do crime, onde o executor estava o esperando, escondido no mato e depois o executou a tiros.

Leia mais no G1.