Início Notícias Secretário de Segurança do Rio ficará subordinado ao interventor Walter Souza Braga Netto

Secretário de Segurança do Rio ficará subordinado ao interventor Walter Souza Braga Netto

O secretário de Segurança do Rio de Janeiro, Roberto Sá, será afastado das funções. A decisão foi tomada em uma reunião no Palácio Laranjeiras, que acabou por volta de 9h30 desta sexta-feira (16), em meio à crescente onda de violência. Sá, no entanto, não será exonerado do cargo de secretário e pode continuar trabalhando na área, de maneira subordinada ao interventor.




O general Walter Souza Braga Netto, do Comando Militar do Leste, foi escolhido como interventor militar e assume as funções de chefia na área de segurança. Uma reunião no quartel-general do Exército, em Brasília, deve definir detalhes da intervenção.

“Hoje de manhã tivemos reunião em que o governador nos comunicou (a intervenção) e naquele momento deixei, de forma muito clara, o cargo à disposição, ao governador para que essa pessoa (interventor) tenha toda liberdade escolher a quem queira designar”, disse Sá ao RJTV.

Ainda não há informação se coronéis do comando da PM também serão afastados. “A extensão da medida vai ser anunciada ainda. Teoricamente, o general interventor tem liberdade para escolher (o novo secretário)”.

Ele agradeceu a confiança e “doação” dos policiais durante sua gestão, se dizendo orgulhoso.

“Fui o criador do RAS, do sistema de metas, da RISP e um dos precursores da UPP. Só que acabou o dinheiro e a gente continuou até porque o Rio merecia. Essa necessidade de, no momento mais crítico da história do país e do Rio de Janeiro financeiramente, evitar o mal maior, o que foi evitado: greves foram evitadas, caos maiores foram evitados, para agora poder fazer uma transição e passar para um momento de melhora”.

Leia mais no G1.


Leia também

MP-SP abre inquérito contra Alckmin por improbidade administrativa

Ministério Público de São Paulo abriu nesta sexta-feira (20) um inquérito civil para inves…