Secretária que criticou portaria do trabalho escravo do governo Temer-PSDB é demitida

O ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, exonerou a secretária nacional de Cidadania do Ministério dos Direitos Humanos, Flávia Cristina Piovesan. A portaria com a exoneração foi publicada no “Diário Oficial da União” desta quarta-feira (1).




A causa da exoneração não foi divulgada. Flávia havia criticado a portaria do Ministério do Trabalho que modificava regras de combate e fiscalização do trabalho escravo e acabou suspensa em decisão liminar pela ministra do Supremo Tribunal Federal (STF) Rosa Weber.

Em entrevista à rádio CBN na semana passada, Flávia Piovesan disse que a portaria era uma ofensa à Constituição Federal, ao Código Penal e aos tratados de direitos humanos ratificados pelo Brasil com outros países. Na entrevista, ela se disse surpreendida e perplexa com a decisão do Ministério do Trabalho.

Leia mais no G1.