Se o Rio tiver juízo, Crivella não será eleito; confira uma declaração absurda dada pelo Bispo

“Se deixar a população da Baixada, das regiões periféricas, vivendo na miséria, essas pessoas migram para vir roubar na capital onde tem a maior riqueza.”

A declaração foi dada em 2014, fato que não muda em nada o pensamento excludente e medieval do candidato Marcelo Crivella (PRB). Afinal, passaram-se apenas 2 anos.




A frase proferida pelo bispo causou uma reação do coordenador das entidades de promoção da inclusão social Viva Rio e Fórum Grita Baixada na época, Tião Santos: “O grau de preconceito dessa fala é inadmissível nos dias de hoje. Se o problema da violência fosse os pobres, as favelas viveriam um verdadeiro inferno, o que não acontece. Acho que o Crivella foi infeliz na frase. Seria melhor se ele falasse no positivo, que, para acabar com a miséria na Baixada, teria de investir no social, em políticas públicas. Foi uma fala extremamente preconceituosa”, disse Tião ao jornal O Globo.


Leia mais