RÉU no STF, Bolsonaro solta a ‘franga’ em sessão sobre ‘cultura do estupro’ na Câmara





Réu no Supremo Tribunal Federal sob a acusação de incitar o estupro, o deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ) compareceu nesta quarta-feira (14) a uma sessão geral do plenário da Câmara que discutia a “cultura do estupro e a proteção à vítima” e foi pivô de uma confusão.

Criticado por convidadas da sessão, como a vice-presidente da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) do Distrito Federal, Daniela Teixeira, que defendeu o seu julgamento e a sua condenação, Bolsonaro se exaltou e começou a gritar no plenário exigindo direito de resposta.

Ele estava acompanhado de uma série de apoiadores que passaram a gritar em coro “direito de resposta”, entre eles uma das líderes dos movimentos de rua que apoiaram o impeachment de Dilma Rousseff, Carla Zambelli.

Exaltado, Bolsonaro subiu à Mesa do plenário e começou a gritar com a deputada Maria do Rosário (PT-RS), que presidia a sessão. Ele chegou a ter que ser contido pelo deputado e ex-ministro Patrus Ananias (PT-MG), que estava ao lado de Rosário.

Ao final, a vice-presidente da OAB-DF pediu proteção para deixar o Congresso afirmando se sentir ameaçada.

Leia mais na Folha.