Renan Calheiros: ‘Ninguém aguenta mais o governo’

Líder da bancada do PMDB no Senado até o final de junho, Renan Calheiros (AL), 61, diz que “ninguém aguenta mais o governo” e aponta o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), como possível condutor da “inevitável travessia”.




Apesar de ser do partido do presidente Michel Temer, o senador bate de frente com o correligionário e é um dos principais críticos da reforma trabalhista.

“Querem tirar de qualquer forma o piloto porque a turbulência está cada vez mais insuportável, ninguém aguenta mais”, afirma o senador, em sua primeira longa entrevista após deixar o comando da bancada.

Renan é alvo de mais de dez investigações e uma denúncia na Lava Jato, além de ter renunciado em 2007 ao comando do Senado sob a suspeita de ter despesas privadas bancadas pela empreiteira Mendes Júnior.

Em uma das primeira críticas a Temer, em abril, ele comparou a gestão peemedebista à seleção do Dunga.

Leia a entrevista na Folha de São Paulo.