Relatório parcial da PF indica que Temer e Loures cometeram crime de corrupção passiva

A Polícia Federal entregou hoje (19) um relatório parcial ao STF onde há uma conclusão de que há motivos suficientes para a abertura de inquérito contra Michel Temer. 




No relatório consta que Temer e o ex-assessor Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR) cometeram o crime de corrupção passiva. A PF pediu mais cinco dias para concluir a apuração sobre a suspeita de obstrução de justiça, devido à espera da conclusão da perícia sobre a gravação feita por Joesley.

Após a conclusão das investigações, o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, terá cinco dias para oferecer a denúncia ao STF ou arquivá-la.

Caso Janot ofereça a denúncia, a Câmara dos Deputados deve autorizar a abertura do processo no STF, sendo necessários 2/3 dos votos dos deputados.

Com informações do G1.