‘Reinado’ por tucanos, estado de SP tem queda no desempenho dos estudantes em matemática, em 2016

O desempenho em matemática dos estudantes da rede estadual de São Paulo caiu no ensino fundamental e médio em 2016. Em português, houve melhora no aprendizado no 5º ano do fundamental e no 3º do médio, mas uma leve queda no 9º ano.

Os dados são do Saresp, a avaliação oficial do governo Geraldo Alckmin (PSDB) feita pelos alunos todo ano. Já o Idesp, indicador que reúne as notas do Saresp e informações de aprovação escolar, cresceu no 5º ano e também no ensino médio, mas apresentou queda no 9º ano do fundamental.




A nota de matemática do 5º ano passou de 223,6, em 2015, para 222,4, em 2016. O adequado é 225. A maior queda na disciplina foi no 9º ano. O indicador passou de 255,5 para 251. A nota considerada adequada para esta série é de 300. Já no ensino médio, a nota de matemática passou de 280,9 para 278,1. O desempenho esperado é 350.

Em português, o desempenho na prova dos alunos de 5º ano melhorou, e passou 212,7 para 218,6. O ideal seria uma nota de 200. No 9º ano, a média apresenta pequena variação negativa, o que aponta estabilidade: de 237,9 para 237,4. É considerado adequada uma nota de 275. A nota de português no ensino médio cresceu entre 2015 e 2016. Passou de 268 para 273. Mas a média ainda está distante do considerado adequado, que é 300.

O Saresp é realizado todos os anos pelos alunos da rede estadual. Além de servir como termômetro da rede estadual, o indicador Idesp é utilizado como critério do pagamento de bônus para funcionários de escolas que tenham alcançado as metas.

Leia mais na Folha de São Paulo.