Recursos foram desviados para pagar dívidas do PSDB em Goiás

O procurador da República Mário Lúcio de Avelar afirmou nesta quarta-feira, em entrevista coletiva, que parte dos recursos federais desviados em contratos da empresa de Saneamento de Goiás (Saneago) foi utilizada para pagamento de dívidas de campanha do atual governador do Estado, o tucano Marconi Perillo.

Em operação deflagrada nesta manhã, batizada de Decantação, a PF identificou organização criminosa em Goiás que teria desviado até R$ 4,5 milhões em recursos de repasses federais. A PF estima que pelo menos R$ 400 mil tenham sido direcionados para campanhas do PSDB no Estado — parte camuflada em doação legal, parte via ‘caixa dois’.




As investigações também apontam que recursos desviados teriam bancado coquetéis no Palácio das Esmeraldas, sede do governo de Goiás, e uma organização social na área da saúde.

Foi decretada nesta quarta-feira a prisão temporária do presidente do PSDB em Goiás, Afreni Gonçalves, e do presidente da Saneago, José Taveira Rocha, que é ex-secretário da Fazenda de Perillo. Outras 11 pessoas foram presas preventivamente.

Leia mais no Valor Econômico.