Governo Temer-PSDB causa o maior ‘rombo’ nas contas para setembro desde 1997

Via Folha de São Paulo:


As contas do governo federal fecharam o mês de setembro com deficit de R$ 25,3 bilhões, pior resultado para o mês desde o início da série histórica, em 1997.

O valor representa um aumento de 240,3% em relação ao resultado negativo do mesmo mês do ano passado, já descontada a inflação do período. Os dados foram divulgados nesta quinta-feira (27) pelo Tesouro Nacional.

Os dados mostram ainda um deficit de R$ 96,6 bilhões no acumulado do ano, ante R$ 20,8 bilhões nos nove primeiros meses do ano passado. Também é o pior resultado desde 1997.




De acordo com o Tesouro, o crescimento do deficit da Previdência Social vem sendo o principal responsável pelo mau desempenho das contas.

No acumulado do ano, a previdência teve deficit de R$ 112,6 bilhões —no mesmo período de 2015, o valor foi de R$ 54,2 bilhões. Somente em setembro, os gastos com aposentadorias e pensões representaram um rombo de R$ 25 bilhões, valor 138,6% superior ao resultado negativo do mesmo mês de 2016.

O Congresso autorizou o governo a ter um deficit de até R$ 170,5 bilhões em 2016. Desconsiderando-se o efeito do pagamento em passivos de R$ 55,6 bilhões em dezembro do ano passado, que não terá efeito no resultado deste ano, o deficit acumulado em 12 meses totaliza R$ 138,2 bilhões até setembro.


Leia mais