Presidente do Conselho de Ética do Senado arquiva denúncia contra Aécio Neves a pedido de Sarney

O presidente do Conselho de Ética do Senado, João Alberto Souza (PMDB-MA), arquivou o pedido de cassação do mandato do senador afastado Aécio Neves (PSDB-MG).




Para João Alberto, o pedido não foi convincente. Além disso, disse que Aécio é vítima de uma grande injustiça.

Segundo informações obtidas no Senado, o presidente do Conselho de Ética já tinha decido arquivar a representação há alguns dias. A decisão foi tomada após conversas com o ex-presidente José Sarney (PMDB-MA), que é amigo de Aécio, além de ter sido um grande aliado do avô do senador afastado, Tancredo Neves.

Os autores da representação, Randolfe Rodrigues (Rede-AP) e os deputados Alessandro Molon (Rede-RJ) e Ivan Valente (PSOL-SP) deverão recorrer ao plenário do Senado.