Presidente da Bolívia vai retirar embaixador do Brasil devido ao Golpe de 2016

O presidente da Bolívia, Evo Morales, afirmou que vai retirar o embaixador boliviano do Brasil se o impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff for aprovado. Ele deu essa informação por meio de uma rede social nesta terça-feira, 30.

Ele disse que “se prospera um golpe parlamentar contra o governo democrático de Dilma” e que a Bolívia “defende a paz e a democracia”. A Dilma, a quem chama de irmã, diz que com o “processo injusto pretendem conter a rebelião do seu povo e expulsar os pobres, negros e mulheres do poder”.




De acordo com Morales, a “luta de Dilma” é a mesma que livra os povos na América Latina e no mundo “contra o poder econômico de poucos”.

Morales também escreveu que o único juiz que pode sancionar a conduta política de um presidente é seu povo. “Antes os golpes de Estado eram executados por militares pró-imperiais. Hoje, os golpes de Estado são congressionais, judiciais ou midiáticos.”

(Luciana Amaral – Agência Estado)