Populismo: Doria varreu praça por apenas 10 segundos; Estadão culpa a imprensa

Em sua primeira agenda pública, o prefeito eleito João Doria (PSDB), vestido de gari, se comprometeu a fazer, pessoalmente, varrição das ruas da cidade de São Paulo uma vez por semana até o fim de sua gestão. 

“Toda semana, em todos os eixos, o Prefeito estará lá, vestido de gari, ajudando a limpar a cidade para demonstrar que é trabalhando que nós vamos limpar a cidade. Em quatro anos, todas as semanas”, disse o tucano na praça 14 Bis, na região central de Sâo Paulo.

(…)




A varrição prometida ficou só no gesto: cercado pela imprensa e por cidadãos, o prefeito só conseguiu colher algumas folhas e colocá-las no cesto de lixo em uma ação que durou menos de 10 segundos. Antes de pegar no cabo, ganhou um par de luvas de uma gari que o abraçou. “Posso usar?”, perguntou. “Não, é só para tirar foto e depois você me devolve”, retrucou ela.  Secretários acompanharam o prefeito e, ao lado dele, apenas acompanharam a caminhada.

Leia mais no Estado de São Paulo