PGR pede inclusão do depoimento de Fernando Moura em inquérito sobre envolvimento de Aécio em Furnas

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pediu ao Supremo Tribunal Federal (STF) que inclua o depoimento prestado pelo lobista Fernando Moura, um dos delatores da Lava Jato, no inquérito aberto para investigar o suposto envolvimento do senador Aécio Neves (PSDB-MG) em irregularidades cometidas em Furnas.

No acordo de delação, Moura disse ao juiz federal Sérgio Moro, em fevereiro deste ano, ter ouvido relatos de uma suposta divisão de propina proveniente da estatal entre o PT e Aécio.




O lobista também disse que ouviu do ex-secretário do PT Silvio Pereira que o senador teria indicado nome para diretoria da Petrobras, mas que foi dito a ele que já havia sido contemplado com uma diretoria em Furnas.

À época do depoimento, a assessoria do senador classificou a delação de “absurda” e afirmou que tratou-se de uma tentativa de vincular a oposição ao escândalo da Lava Jato. Também na ocasião, o PT afirmou que todas as doações recebidas foram dentro da legalidade e declaradas à Justiça.

Leia mais no G1.


Leia mais