Paulo Nogueira: A diferença entre a agressão a Sabatella e o escracho em Janaína.

DCM – Leonardo Boff postou no Twitter uma mensagem de solidariedade a Letícia Sabatella.

Internautas de direita invadiram o twitter de Boff com uma comparação falaciosa.

Criticaram Boff por defender Sabatella e nada ter dito sobre o escracho de Janaína Paschoal.

Grupos de direita usaram este mesmo argumento nas redes sociais.

É uma estupidez.

São coisas incomparáveis. Janaína ouviu gritos de golpista. Foi uma manifestação política. Ninguém ameaçou bater nela.

Isto é uma coisa.

Outra coisa foi a investida contra Letícia. Ela foi chamada de puta e de vagabunda. Foi ameaçada fisicamente. Uma aloprada gritava insultos para ela enquanto cantava que a bandeira brasileira jamais seria vermelha.

Insinuações torpes que a depreciavam eram feitas a todo momento. “A moleza acabou”, por exemplo. Que moleza? Sabatella estava sendo chamada aí de ladra. De alguém que roubou o dinheiro público na era PT.

Num vídeo, aparece um policial protegendo Letícia. Sua integridade estava claramente em risco, dado o ódio da turba. O policial não parecia muito amigável. Queria que Letícia fosse embora, numa clara afronta ao direito de ir e vir.

Janaína não enfrentou sombra disso. O que não impediu o trapalhão Alexandre Frota de ameaçar recrutar um grupo de brutamontes como ele para proteger Janaína.

Repito.

Golpista é uma coisa. Puta e vagabunda é outra.

As agressões da direita têm uma selvageria única, um grau de ódio inexcedível.

Comparar as duas coisas é mais uma ofensa da direita, agora à verdade.