Coluna da Patrícia Miguez: Para quem diz que “foram vocês que elegeram o Temer”

Muitas vezes, quando nos referimos ao governo ilegítimo de Michel Temer como golpista, ou chamamos de golpe o que está acontecendo, alguns membros da direita usam o argumento de que “quem o elegeu foram vocês: havia o nome e a foto dele na urna eletrônica“.

Embora isso não seja exatamente mentira, há um problema sério com este argumento. Hoje, vou discorrer sobre este assunto e contra-argumentar.

Sim, quem digitou 13 na urna eletrônica e depois apertou “confirma” também votou, indiretamente, em Michel Temer, como vice da presidenta Dilma Rousseff. O que os defensores do golpe precisam compreender é que Michel Temer foi eleito vice-presidente dentro de uma chapa que apresentou um projeto de governo aos brasileiros.




Mais de 54 milhões de cidadãos votaram não apenas em Dilma, mas em seu projeto de governo. Projeto ao qual Michel Temer aderiu quando aceitou ser seu vice e, assim que assumiu como interino, amassou e jogou no lixo.

Isso para não mencionar a óbvia aliança entre o golpista e Eduardo Cunha, que acolheu o pedido de impeachment comprado pelo PSDB apenas por vingança pessoal.

Vices não deveriam puxar o tapete da própria chapa.