Orlando Silva (PCdoB-SP) participou de articulação para eleição de Rodrigo Maia (DEM-RJ)

A articulação direta entre os deputados Orlando Silva (PCdoB-SP) e Rodrigo Maia (DEM-RJ), novo presidente da Câmara, gerou atrito dentro do próprio PCdoB. A líder da minoria na Casa, Jandira Feghali (PCdoB-RJ), disse que ficou “surpresa” quando Maia afirmou que havia se reunido com Silva 40 dias antes da eleição.

“O que ele (Silva) foi autorizado a fazer foi tentar construir uma candidatura de unidade. Agora, com essa articulação direta entre os dois, eu fiquei muito surpreendida. Nunca houve articulação para que houvesse um acordo direto entre eles”, disse ela, pré-candidata à prefeitura do Rio de Janeiro.

Quando eleito, Maia relatou que recebeu Orlando Silva e Carlos Sampaio (PSDB-SP) em seu apartamento, no Rio, mais de um mês antes da data da votação que escolheu o novo presidente.  Apesar da crítica de Jandira, Orlando afirma que não tomou decisões “descoladas” da direção do PCdoB. “Todos os movimentos políticos que fiz foram sintonizados com a orientação do partido”, disse.

Estadão