O Reality Show da lava jato é o grande culpado pela crise brasileira

Eu não tolero a corrupção, mas não sou seletivo, não sou petista e muito menos antipetista. Mas para combater a corrupção é necessário respeitar as leis, os princípios do direito e o devido processo legal. Virou crime nesse país falar mal da república de Curitiba.

Eu fico impressionado que agora figuras que antes enalteciam o trabalho dos procuradores de Curitiba e o Juiz Sérgio Moro começaram a falar mal do trabalho de ambos, como o jornalista Reinaldo Azevedo e o ministro do STF, Gilmar Mendes. Uma pena que a crítica deles, apesar de corretas no conteúdo são feitas apenas quando os atingidos pelas arbitrariedades são seus partidários.




Infelizmente, nossa população está cega e sente verdadeiros orgasmos com esse reality show da Lava Jato, que supera todas as séries policiais ou políticas da história, nem um House Of Cards chega nem perto da adrenalina, emoção e criatividade dos roteiristas desse infeliz reality show. Mas depois que esse seriado acabar, infelizmente sofreremos consequências terríveis, que já estamos sentindo, um país quebrado, um colapso social nunca antes visto na história, nossas riquezas vendidas para o estrangeiro e o futuro de milhões de brasileiros jogados para o espaço.

Precisamos pensar no nosso país, tirar as vendas dos olhos, largar os radicalismos políticos, abandonar os extremos. Temos que apoiar o combate à corrupção, mas da maneira como ele vem sendo feito, esse combate espetacularizada circense é mais nocivo ao país que a corrupção, e o principal culpado da devassadora crise econômica que estamos enfrentando.

Rodrigo Cardoso, estudante de direito da Unifor.


Leia mais