Novo pedido de prisão de Aécio Neves (PSDB-MG) será decidido pela Primeira Turma do STF

O ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal (STF), afirmou nesta terça-feira (1º) que vai levar a julgamento no plenário da Primeira Turma, o novo pedido de prisão do senador Aécio Neves (PSDB-MG) apresentado pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot.




Nesta segunda (31), o chefe do Ministério Público pediu novamente a prisão de Aécio, além do afastamento do tucano do mandato de senador. No recurso, Janot argumentou que o afastamento do senador mineiro do mandato, determinado em maio por ordem do ministro Luiz Edson Fachin, não foi suficiente para que o tucano interrompesse articulação política que poderia prejudicar as investigações da Operação Lava Jato.

“Não posso decidir. Como é um agravo contra minha decisão, o órgão para resolver é o colegiado”, afirmou Marco Aurélio nesta terça, ao explicar por que submeterá o recurso do Ministério Público ao plenário da Primeira Turma.

Marco Aurélio recusou, em junho, o primeiro pedido de prisão protocolado por Janot. Agora, como se trata de revisão de uma decisão dele, a solicitação do Ministério Público será submetida aos outros quatro ministros da Primeira Turma do STF: Rosa Weber, Alexandre de Moraes, Luís Roberto Barroso e Luiz Fux.

Leia mais no G1.