Início Notícias Netflix passa a fazer parte do golpe

Netflix passa a fazer parte do golpe

Vem aí a série “O Mecanismo”, da Netflix (estreia 23 de março). A série conta a história da Lava Jato e já está sendo amplamente divulgada nos Estados Unidos e em toda a Europa. Os dois produtores da série (José Padilha e Elena Soarez) são antipetistas conhecidos. José Padilha é, inclusive, amigo de vários jornalistas d’O Globo e tem colunas escritas no jornal dos Marinho.




A série é lançada em ano de eleição e visa desmoralizar Lula não só no Brasil mas no mundo inteiro, além de vender uma imagem de heroi para o juiz Sergio. “O Mecanismo” é baseado no livro sobre a Lava Jato escrito por Vladimir Netto. Vladimir é repórter do Jornal Nacional e filho de nada menos que Miriam Leitão. No lançamento do livro que virou série, apareceram figuras como Sergio Moro, Newton Ishii (o japonês da federal) e vários jornalistas da Globo.

O livro no qual a série é baseada tem o claro objetivo de divinizar Sergio Moro. Na obra, o juiz não tem defeitos, é difícil acreditar que ele sequer vá ao banheiro como cada um de nós. O livro demoniza Lula e faz críticas severas a Dilma, dando a impressão de que ela era co-chefe de um bilionário esquema de corrupção. Não há nenhuma menção à parcialidade da Lava Jato, à proteção que a mesma fez ao PSDB, ao grande acordo nacional “com o supremo e tudo”.

A Netflix já tem mais de 10 milhões de assinaturas no Brasil, alcançando diretamente cerca de 40 milhões de pessoas. O número de pessoas alcançadas é difícil de calcular pois a Netflix permite que várias pessoas compartilhem uma mesma assinatura, além disso milhões de brasileiros assistem a suas séries por meios gratuitos como torrents e sites. Agora a Netflix faz parte do golpe.

Fiquem atentos!

Thiago dos Reis


Leia também

MP-SP abre inquérito contra Alckmin por improbidade administrativa

Ministério Público de São Paulo abriu nesta sexta-feira (20) um inquérito civil para inves…