Início Notícias Não salva um! Prefeito ligado ao MBL foge do Brasil em avião clandestino após mandado de prisão

Não salva um! Prefeito ligado ao MBL foge do Brasil em avião clandestino após mandado de prisão

O prefeito de Embu das Artes (SP), Ney Santos, fugiu do Brasil na última sexta-feira (2) em um avião clandestino em direção ao Paraguai. A Câmara Municipal afastou o político do cargo, por 11 votos a 4.




Ney Santos estava no cargo por força de uma liminar concedida no ano passado pelo ministro do Supremo, Marco Aurélio Mello. Há um mandado de prisão contra o político sob acusação de lavagem de dinheiro, tráfico de drogas, associação ao crime organizado (PCC) e evasão de divisas.

Um dos últimos atos do prefeito no cargo foi a exoneração de Renato Oliveira, ex-MBL, da secretaria de comunicação, por ter tentado matar o jornalista Gabriel Binho.

Eleito usando um discurso que vangloriava a ‘ética’ e o ‘combate à corrupção’, Ney Santos já havia sido preso por roubo de malotes em Marília em 2003.

O prefeito deixou a prisão em 2006 e, nos últimos anos, acumulou, segundo a polícia, um patrimônio de mais de 50 milhões de reais.

Em 2010, teve o apoio do governador Geraldo Alckmin (PSDB) para deputado estadual. Com o uniforme da CBF, saiu fantasiado de manifestoche em 2016 nos protestos convocados pelo Movimento Brasil Livre — seu secretário era um dos líderes do grupo.

Pragmatismo Político


Leia também

MP-SP abre inquérito contra Alckmin por improbidade administrativa

Ministério Público de São Paulo abriu nesta sexta-feira (20) um inquérito civil para inves…