Na tentativa de retirar estudantes de ocupação, MBL arromba portão e tenta depredar escola

Manifestantes e integrantes do MBL (Movimento Brasil Livre) contrários às ocupações de escolas tentaram retirar estudantes do Colégio Estadual Lysímaco Ferreira da Costa, em Curitiba (PR), na noite desta quinta-feira (27). A ação durou cerca de duas horas.

Os estudantes são contra a reforma da educação anunciada no último dia 22 pelo governo federal. O novo modelo será focado em especialização, com a flexibilização de disciplinas e o incentivo à expansão do ensino em tempo integral.




Por volta das 21h, ao menos cem pessoas forçaram a entrada no colégio, no bairro Água Verde, de acordo com o advogado Paulo Lenzi, de um grupo de defensores das ocupações. Ele disse que parte do grupo arrombou um portão e o restante entrou no local com ajuda do diretor da escola.

O advogado disse que integrantes do MBL tentaram depredar o colégio e arrombaram o portão que dá acesso à escola, onde estacionaram um carro com equipamento de som. A Polícia Militar forçou a retirada do grupo e do carro do estacionamento da escola.

“Foi bem violento, a gente teve sorte que a Polícia Militar chegou”, disse Lenzi.

Para evitar nova tentativa de invasão do colégio, os policiais fizeram um cordão de isolamento dentro e fora da escola. Por volta da 1h desta sexta (28), os PMs ainda permaneciam no local.

Leia mais na Folha de São Paulo.


Leia mais