MP pede afastamento de secretário de Alckmin que também é fundador do Movimento Endireita Brasil

O Ministério Público Estadual de São Paulo pediu, diante da gravidade dos fatos e do que chamou de provas cabais, o afastamento do secretário de Estado do Meio Ambiente de São Paulo e fundador do Movimento Endireita Brasil, Ricardo de Aquino Salles, além do pagamento indenização de R$ 50 milhões.




Salles é investigado em dezenas de inquéritos civis e criminais. Um dos inquéritos civis, em trâmite na 8ª. Promotoria de Patrimônio Público e Social, o investiga por atividades supostamente ilícitas na JUCESP e nas Delegacias de São Paulo.

Em outro procedimento, em curso no Órgão Especial do TJESP, Ricardo Salles é apontado como protagonista de uma trama envolvendo liminares e decisões milionárias, todas elas reformadas.

Agora, Ricardo de Aquino Salles também é réu por improbidade administrativa.

Leia mais na Forum.