Michel Temer é figura central no inquérito da PF entregue à PGR

O inquérito da Polícia Federal sobre o núcleo do PMDB da Câmara dos Deputados já está na Procuradoria Geral da República. A investigação apresenta detalhes da atuação do grupo – que é tratado como uma organização criminosa – e informações da delação premiada do doleiro Lúcio Funaro.




A investigação da Polícia Federal ganha ainda mais importância nesse momento, porque a Procuradoria Geral da República prepara uma nova denúncia contra o presidente Michel Temer.

A Polícia Federal disse no relatório que o grupo do PMDB da Câmara montou uma estrutura complexa para desviar dinheiro público. Os investigadores desenharam um diagrama para explicar como ela funcionava.

A Polícia Federal afirma que as figuras centrais do esquema são o presidente Michel Temer e o ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha. Os investigadores dizem que, “enquanto Eduardo Cunha fazia a parte obscura das tratativas espúrias, negociatas, ameaças e chantagem política”, “o presidente Michel Temer, como liderança dentro do PMDB, tinha a função de conferir oficialidade aos atos que viabilizam as tratativas acertadas por Eduardo Cunha e os demais participantes, dando aparente legalidade e legitimidade em atos que interessam ao grupo.”

Leia mais no G1.