Lula assina Ação Popular pela anulação do impeachment da presidenta eleita Dilma Rousseff, em BH

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva esteve em Belo Horizonte, na noite de segunda (10), para participar do lançamento da 2ª fase do Memorial da Democracia. O evento ocorreu no Palácio das Artes, na área central da capital mineira. Lula também assinou uma Ação Popular pela anulação do impeachment da presidenta eleita Dilma Rousseff.





6102-medium

O Comitê pela Anulação do Impeachment – MG, um dos braços do Movimento Nacional pela Anulação do Impeachment (MNAI), esteve presente no local – representado por Vania Matos Moreira e Malu Aires – recolhendo assinaturas para a Ação Popular.

O evento contou com um numero grande de pessoas. As representantes disseram que tinha uma fila muito grande para entrar no Palácio das Artes.

“O ex-presidente Lula foi muito bem recebido, estava muito feliz. Não foi um ambiente político. Lula estava com cidadãos belo-horizontinos”, disse Malu Aires.

Malu Aires ainda relatou o momento em que o ex-presidente assinou o documento.

“Ao final do evento, Lula foi solicitado por dezenas de pessoas, que queriam uma foto, queriam abraçá-lo, cumprimentá-lo, e era praticamente impossível tomar dele um minuto de atenção. Com a ajuda do Paulo Okamoto, a Ação Popular chegou até ele, e em menos de um minuto voltou assinada pelo Lula”, disse.

Vania comentou sobre o tumulto em torno do ex-presidente.

“Lula é assim, aonde ele chega todo mundo quer um pouquinho, estava cercado de seguranças”, disse.

IMG-20170711-WA0002Vania Matos Moreira pertence ao Coletivo Linhas do Horizontes, grupo que faz bordados referentes à política, que começou com uma homenagem à ex-primeira-dama Marisa Letícia. Inclusive, as faixas da foto acima foram produzidas pelo grupo.

A representante também contou como elas conseguiram entrar no evento.

“Estivemos no Instituto Lula, em São Paulo, na semana passada, para entregar as faixas do evento. Conseguimos contato com o fotógrafo do ex-presidente, Ricardo Stuckert, que permitiu que nós ocupássemos um espaço reservado no evento. Entregamos uma camisa do nosso Comitê feita pelo Coletivo Linhas do Horizontes e conseguimos a assinatura do ex-presidente”, disse.

As representantes do Comitê também colheram assinaturas de Juca Ferreira (secretário de Cultura do município de Belo Horizonte), Beatriz Cerqueira (presidenta da CUT-MG), deputados estaduais e vereadores do PT presentes no evento.

Malu e Vania também informaram que as coletas podem ser feitas por cidadãos de todo o país. O procedimento está descrito aqui.

O Memorial da Democracia é um projeto do Instituto Lula, que consiste num museu virtual onde a História referente aos períodos 1930-1945 (fim da República do Café-com-Leite) e 1945-1964 (construção da democracia de massas e início do desenvolvimento) é contada. Nele estão disponíveis filmes, fotos raras e exclusivas, além de textos de historiadores da época, onde o espectador poderá conhecer desde músicas até reproduções jornalísticas referentes ao período.

Fotos: Ricardo Stuckert