Luciana Oliveira: Tucano promete até plantar peixe

Em debate de segundo turno promovido pela TV Meridional (BAND) em Porto Velho (RO), o candidato Dr. Hildon Chaves, do PSDB, fez uma pergunta ao adversário que viralizou nas redes sociais rapidamente.

“De que maneira o senhor incentivaria o PLANTIO nos nossos distritos? Que variedades? Seria PEIXE, seria mandioca? O que o senhor faria para desenvolver o agronegócio?

Tal como ocorria com a ex-presidente Dilma Rouseff quando cometia alguma gafe no discurso, não tão patética como essa, bastou meia hora para que a pergunta virasse piada compartilhada pelo WhatsApp.

Dr. Hildon é ex-promotor, empresário no ramo da educação com patrimônio declarado de 11 milhões de reais. Ele disputa a prefeitura com Léo Moraes (PTB), ex-vereador e deputado estadual.

Apesar de atuar por mais de duas décadas como promotor, Dr. Hildon demonstrou pouca intimidade com a cidade e isso tem sido motivo de desgastes na campanha, pois até a localização de determinado bairro não soube informar.

Também causou polêmica nas redes sociais e revolta no meio cultural a crítica que fez à destinação de verba pública por meio de emendas parlamentares a eventos culturais como o Arraial Flor do Maracujá, tradição que completou 35 anos.

“Não concordo com esse assistencialismo. Isso me cheira a demagogia”, disse.

Como slogan de campanha adotou a ‘Corrente do Bem’, que também virou motivo de chacota na internet, por concentrar apoios de políticos condenados.

Dr. Hildon é apelidado como Dória de Porto Velho, por ser como o prefeito eleito em São Paulo, o mais rico, empresário que se diz não-político e não pertencente a grupos políticos, apesar de figurar em empresa como sócio da esposa do ex-senador cassado, Expedito Júnior.

PT LIBERA MILITÂNCIA

Sobre a disputa entre PSDB e PTB, o Partido dos Trabalhadores em Rondônia, emitiu nota em que libera a militância para decidir em quem votar.

No primeiro turno o tucano Hildon Chaves (PSDB) não aparecia entre os favoritos e fez duras críticas ao adversário o ex-prefeito petista Roberto Sobrinho. Chegou a dizer que tinha nojo de participar de debates com ele.

Por deixar de orientar os filiados a não votarem no candidato do PSDB, principal articulador do golpe contra a democracia, seguindo o que decidiram outros diretórios, houve críticas dentro e fora do partido.

FICHA SUJA É MAIS VOTADO

Em Guajará-Mirim (RO), fronteira com a Bolívia, três candidatos disputaram a prefeitura, corrida que começou com dois registros impugnados, Antonio Bento (PMDB) e Rodrigo Nogueira (PDT).

Só Gerson Maia (PHS) teve o registro deferido e já na reta final do primeiro turno, o candidato do PDT reverteu a situação no Tribunal Regional Eleitoral.

antoniobento

Ocorre que no município onde há um herança maldita de más administrações, com dívida que ultrapassa 40 milhões de reais e negativação no CADIN, onde pouquíssimas pessoas pagam IPTU justamente por não verem retorno do imposto, o mais votado foi o ficha suja Antônio Bento, com 9.722 votos.

Rodrigo Nogueira teve 7.370 votos e Gerson Maia 2.756.
Até que seu recurso seja julgado pelo TSE a situação segue indefinida.

A mudança que povo de Guajará reclama tem que começar de baixo pra cima, pela mentalidade do eleitor.

FESTA ESTRANHA COM GENTE ESQUISITA

O “mordomo de filme de terror”, como a BBC chamou Michel Temer, ofereceu um regabofe pra convencer deputados da base aliada à aprovação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que congela os gastos públicos pelos próximos 20 anos.

mordomo

Ele juntou a plebe e a classe mais nobre da Câmara e utilizou o PowerPoint, tantas vezes utilizado por Dilma Rouseff e criticado pelos colunistas globais, para dar convencer à aprovação da PEC. Do contrário, o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles já avisou que vai aumentar impostos.

Elio Gaspari disparou dia desses: “Na realidade, em junho, ele prometeu cortar os cargos comissionados, mas, entre junho e julho, demitiu 5.500 servidores e contratou 7.200″.

Essa azeitona vai fazer mal.


Leia mais