Luciana Oliveira: Se o ano começa após o carnaval, não adie o ‘Fora, Temer’

O jornalista Xico Sá publicou uma provocação em seu twitter aos que torceram pelo golpe, estão sofrendo, mais ainda não tiveram coragem de assumir.

“vou entrar na justiça, sério, contra os paneleiros: eles me prometeram uma vida boa depois da queda da Dilma.”

O silêncio dos culpados não deixa de ser um bom sinal, pois indica uma virada no clamor popular que deve prevalecer este ano.

Se quem cala, consente ou ao menos não atrapalha, ninguém segura o Fora Temer.




O apelo tomou às ruas do país em vários eventos e blocos de carnaval sem objeção popular.

Quem tentou disfarçar contrariedade frente ao coro se deu mal, como os prefeitos de São Paulo, João Doria e de Salvador, ACM Neto. Foram enxotados do meio do povo com vaias.

O ideal de que a maioria grite Fora Temer nos próximos meses já não parece tão distante.

Há um senso comum prevalecendo, o de que Brasil não melhorou em nada com o golpe e que só serviu mesmo pra catapultar ao poder os principais investigados na Operação Lava Jato dedicados a salvar a própria pele.

O ‘presidente’ sem povo está acuado pelo coro de quem nunca se resignou à manipulação midiática.

É empurrar, que ele cai.

Pra que o ano não comece só após o carnaval de 2018, empurre.


Leia mais