Luciana Oliveira: Se não nos envergonhamos, por que eles?

“Alvo de 8 inquéritos, Jucá é membro do Conselho de Ética”, Conselho de Ética”, destaca a imprensa nacional.




Ele e outros dois pemedebistas, Eduardo Braga (AM) e Jader Barbalho (PA), vão analisar representações e denúncias contra senadores que podem resultar em cassação.

Os três são investigados por corrupção na Operação na Lava Jato.

Resumidamente, significa colocar três ratos para cuidar do queijo.

Simples assim.

Não estivesse afastado do cargo por ordem do Supremo Tribunal Federal, por que não Aécio Neves também?




Os dias têm sido assim, com notícias cada vez mais bizarras desse governo e de um congresso sem vergonha que em conluio deram um golpe para tomar o poder.

Como que atingidas por abalos sísmicos, vemos as fendas abertas na estrutura institucional e na autoestima dos brasileiros.

A indecência é a marca em relevo do país.

A esperança? Dança na corda bamba de sobrinha.

O que realmente faz falta à sociedade nesses dias imorais é honestidade e coragem.




Se os brasileiros não se constrangem com a suruba na pornopolítica, não protestam juntos pra parar pornovotações e pornonomeações, por que os que gozam devem se envergonhar?

Falta aos brasileiros a honestidade que cobram dos políticos.

É mais quem acomoda seus interesses onde acha conveniente ao ideal político-partidário do que quem pensa no ideal de nação.

Uma multidão se recusa à luta contra as reformas dos canalhas e a pedir eleições diretas, sob o ‘argumento’ de que fortalece a esquerda e promove a candidatura do ex-presidente Lula à presidência da república.

E não se envergonham do quanto pior, menos pior que a esquerda.

Faz sentido? Não.

É pura desonestidade.