Luciana Oliveira: Pra defender carne brasileira, Temer oferece jantar em churrascaria de carne importada

É isso mesmo, acredite. Pra tranquilizar o mercado interno e externo após o escândalo da Operação Carne Fraca que apontou uma série de irregularidades em frigoríficos do país, Michel Temer levou embaixadores e ministros pra jantar numa churrascaria que se destaca por carnes “australianas, argentinas, uruguaias e… brasileiras.”

No vídeo de inauguração da Steak Bull, antiga Porcão, em Brasília, fica claro que o destaque da churrascaria é para a oferta de carnes importadas.



A carne brasileira é a última citada como produto nobre da casa.

Segundo o cerimonial do planalto, 27 diplomatas participaram da boca livre, além de ministros e assessores, com buffet a R$ 119 por pessoa.

Lá cabem 700 pessoas, o que seria uma das justificativas para a escolha do estabelecimento inaugurado em novembro de 2016. ????????

temer-churrascaria (1)

“De modo que os senhores embaixadores que puderem e quiserem e nos derem a honra da companhia nós queremos convidá-los, é no Steak Bull, que é o antigo Porcão. Nós vamos indo para lá logo mais, se os senhores nos derem a honra, nós ficaríamos muito felizes”, chamou Temer.

Quem comeu que tipo de carne, não dá pra saber.

O fato é que a churrascaria é conhecida por cortes nobres de carnes importadas, ou seja, pelo produto da concorrência.

Como não lembrar do sapato que Temer comprou na China quando participava da reunião da Cúpula do G20?


Leia mais