Luciana Oliveira: O presidente certo na hora certa. Pra quem?

O título foi o mote do slogan do PMDB para sua propaganda partidária veiculada na véspera da aprovação da terceirização irrestrita para qualquer tipo de atividade.

Nas inserções de 30 segundos, recorreram a atores e colocaram em destaque o líder do governo, senador Romero Jucá e o presidente do senado, Eunício Oliveira, também conhecidos como Caju e Índio na lista da propina da Odebrecht.

Não é a primeira vez que Jucá concorda que Temer é a solução, foi o que disse ao delator Sérgio Machado lembram?




O presidente mamulengo do golpe não apareceu nas peças publicitárias do partido que tem seus caciques investigados na Lava Jato, com medo de que sua aparição gerasse um twitaço de vaia.

Se Temer não tem coragem de se dirigir ao povo nem pela televisão, pra quem o PMDB sugere que ele é o presidente certo, na hora certa?

Propaganda-do-PMDB-748x410

No dia seguinte à veiculação da propaganda veio a resposta. Apesar do placar apertado na regulamentação do trabalho terceirizado, ficou claro a quem Temer serve.

Ao povo que não é, nem poderia ser, pois não chegou à presidência por meio do voto, de um plano de governo aprovado pela sociedade.

Ele foi catapultado com um golpe articulado por investigados por corrupção que se elegeram com dinheiro de propina paga pelas maiores empresas que operam no país.

Então, resumindo, Temer deve favor aos aliados ao golpe e é pra eles que governa.

Li numa publicação que repercutiu nas redes sociais que o desengavetamento da terceirização pra todas as atividades, proposta de Fernando Henrique em 1998, só agrada dois tipos: o empresário e o idiota.

Como alguém pode trabalhar mais e melhor com menos direitos?

Bom, há vários textos na internet explicando tudo o que trabalhadores perdem e tudo o que patrões ganham com a terceirização.

Melhor focar no resultado apertado na aprovação da terceirização com a perspectiva de que a Reforma da Previdência já era!

Não vivi o suficiente para ver o trabalhador se sentir tão desprezado e humilhado por um governo em tão pouco tempo.

Mas, é ainda graças ao povo que este governo não merece, que esta situação de pânico sobrevive. Há uma enorme parcela confusa e envergonhada pelo orgulho ferido e o tempo perdido com o Fora Dilma que não dá o braço a torcer pra forçar a renúncia de Temer.

Só que não demora a explodir o ressentimentos das classes populares por meio de uma reação irracional que atrairá todos.

O povo certo, na hora certa.

Essa seria a melhor reposta à propaganda enganosa do PMDB sobre o governo de Michel Temer, ilegítimo, sem povo, com pífios 10% de aprovação popular.

É a hora certa, só falta o povo se unir.