Líder de movimento golpista calunia deputados e é presa em flagrante; assista

Diante das revelações da CPI da JBS que envolvem o juiz Sérgio Moro em um dos maiores escândalos do Poder Judiciário, a líder do Movimento Nas Ruas, Carla Zambelli, agrediu e caluniou os deputados do Paulo Pimenta (PT-RS) e Wadih Damous (PT-RJ) ao final da audiência realizada nesta quinta-feira (30). Além de caluniar os parlamentares, Carla Zambelli passou a caluniar, também, integrantes e parlamentares do Partido dos Trabalhadores.




O art. 138 do Código Penal define e pune o ato de imputar falsamente fato definido como crime, com pena de detenção de seis a dois anos.

Por sua vez, conforme o artigo 301 do Código do Processo Penal determina que “qualquer do povo poderá e as autoridades policiais e seus agentes deverão prender quem quer que seja encontrado em flagrante delito”, a líder do Vem Pra Rua foi detida pela Polícia Legislativa.

O Nas Ruas apoiou o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT) e já se posicionou a favor do governo de Michel Temer (PMDB). O presidente, inclusive, recebeu Zambelli e outros integrantes do grupo em seu gabinete no Palácio do Planalto por intermédio do ex-assessor especial de Temer e ex-deputado federal Rodrigo Rocha Loures (PMDB), flagrado correndo com mala de dinheiro em São Paulo e em prisão domiciliar. O grupo também é conhecido por exaltar ações do juiz federal Sergio Moro, responsável pela primeira instância da Lava Jato no Paraná.

Assessoria de comunicação do deputado federal Paulo Pimenta (PT-RS)