Lelê Teles: Aos midiotas úteis

Apenas, não que isso seja pouco, 12% dos membros do Congresso Nacional estão enrolados nas delações dos corruptores.

É mentira o que disse o tal Emílio Odebrecht – esse, sim, pilantra confesso – que ninguém se elege no Brasil sem caixa dois.

O Tiririca deve tá rindo da cara dele.

Abestado!




Vou lembrar o que escrevi no texto anterior, Marcelo Piroca afirmou que os próprios executivos da Odebrechet – os tais delatores corruptores – surrupiaram grana da propina.

Roubaram o que era para entregar aos ladrões.

Portanto são ladrões também.

E como dizia minha vó: “quem mente rouba”.

Logo: quem rouba, mente.

Portanto se você acredita que é verdade tudo o que aqueles pilantras falaram, você é apenas um midiota útil!

Têm inocentes sendo apontados por bandidos.

Ponto.

E tem uma imprensa fazendo você crer que os bandidos são inocentes e os inocentes é que são bandidos. e estão a fazer isso há décadas.

Ponto e vírgula.

É sabido que Duda Mendonça quis delatar, mas ninguém se interessou pelo que ele falaria, porque ele não quer falar o que os caras querem ouvir.

Ou seja, esses pilantras que estão delatando, além de estarem tentando tirar o deles da reta, sendo perdoados pelo arrependimento, ainda estão a dizer o que alguém se interessou em ouvir.

Falam o que é conveniente para serem libertos. falam qualquer coisa que os liberte, portanto.

No dia que a palavra de um bandido for suficiente para se condenar um inocente, aquele gigante meteoro que dizimou os dinossauros virá nos redimir.

Aqueles senhores que meteram a mão na grana suja que era pra ser usada para corromper outros bandidos – ladrão que rouba ladrão terá o perdão? – afirmaram, na cara dura, que destruíram provas.

São bandidos contumazes.

Há verdades no que dizem?

Sem dúvidas, eles se sentaram á mesa no banquete da propina, conhecem todos por nomes e até por íntimos apelidos.

Alcunhas, digo.

Porém, em muitos momentos, os seus depoimentos são cheios de detalhes subjetivos, muita coisa não tem nem como ser provada e, portanto, nem deveria ser dita.

E mais, onde diabos foram parar Boca Mole, Todo Feio… tem uns cabras aí que desapareceram da cena.

E outros que estranhamente surgiram.

E tem gente que entrou nessa dança mais para confundir do que para explicar.

E mais num digo.

Palavras sapienciais.

Lelê Teles