Kátia Abreu: ‘A presidente é uma mulher honesta, digna. Já nos partidos políticos, é difícil salvar um’

Aliada da presidente afastada, Dilma Rousseff, a senadora Kátia Abreu (PMDB-TO) endureceu as críticas ao seu correligionário, o presidente interino, Michel Temer, durante a reunião da comissão especial do impeachment, nesta quinta-feira (4).

Ao defender o voto contrário ao afastamento definitivo da presidente Dilma Rousseff, Kátia Abreu afirmou que o peemedebista deveria ter negado o convite para manter-se como vice no segundo mandato da petista se considerava seu governo tão ruim assim.

“Se Temer achava que o [primeiro] governo estava muito ruim, podia ter recusado ser vice novamente. Mas não, ele continuou na chapa e foi eleito, até com a ajuda do meu voto”, acusou a senadora.

Katia, ex-ministra da Agricultura de Dilma, questionou a legitimidade de seus colegas para falarem em ética e correção.

“Com relação à opinião pública e ao descrédito da presidente por causa de corrupção, quem aqui pode dizer de corrupção? Mensalão e Petrolão não são de um partido só[…] O sistema político está podre, e a presidente é uma mulher honesta, digna. Já nos partidos políticos, é difícil salvar um”, concluiu a senadora.

(Folhapress)


Leia mais