José Eduardo Cardozo chora ao comentar a menção dos netos de Dilma Rousseff na fala da acusação

Após o discurso em que defendeu a improcedência do impeachment, o advogado de defesa da presidenta eleita Dilma Rousseff, concedeu uma breve entrevista coletiva.

Visivelmente emocionado, José Eduardo Cardozo afirmou que a maneira como a acusação agiu na tribuna do Senado Federal, hoje (30), que sugeriu que Dilma fosse condenada para proteger seus netos, o deixou profundamente indignado.




“Eu nunca deixei de me emocionar diante da injustiça. Aquele que perde a emoção diante da injustiça é alguém que se desumanizou”, disse aos prantos.

De fato, Janaína Paschoal e Miguel Reale Jr. agiram como verdadeiros tiranos durante a exposição da acusação na tribuna. O que despertou um profundo sentimento de decepção ao advogado de defesa.

“Eu acho que do ponto de vista humano, há que se indignar diante da injustiça. Perdeu-se a humanidade. Eu achei profundamente injusta a menção aos netos”, lamentou.

Como afirmou o professor Afranio Silva Jardim, a fala de Janaína Paschoal provoca a nulidade total do processo de impeachment