Início Notícias ‘Jestão’ Doria deixa o trânsito de São Paulo mais violento com relação a 2016

‘Jestão’ Doria deixa o trânsito de São Paulo mais violento com relação a 2016

A cidade de São Paulo registrou uma média de 2,6 mortes por dia entre janeiro e julho de 2017, segundo dados do Governo do Estado. O trânsito está mais violento e letal em relação ao mesmo período de 2016, informou o SP2 desta segunda-feira (21). Ao todo, até julho, foram 522 mortes no trânsito.




Os números oficiais mais recentes do Infosiga, o banco de dados que reúne informações de acidentes de trânsito de diversas fontes, revelam que aumentou o número de mortes de pedestres, motociclistas e ciclistas na capital.

Os atropelamentos subiram 19% nos sete primeiros meses deste ano, em relação ao mesmo período do ano passado. Foram 248 pedestres mortos na cidade.

A morte de ciclistas aumentou ainda mais no período – 64% no período analisado deste ano e do ano passado. Foram 23 ciclistas mortos de janeiro e julho de 2017, 91% deles, homens.

Os acidentes fatais envolvendo motociclistas aumentaram quase 10%. De janeiro a julho deste ano foram 189 motociclistas mortos. Apenas no mês de julho, morreram 31 motociclistas, quase o dobro do número registrado em julho de 2016.

A Marginal Pinheiros e a Marginal Tietê registraram as mortes de sete e oito motociclistas, respectivamente. Além disso, três pedestres foram atropelados na Marginal Tietê entre janeiro e julho.

Leia mais no G1.


Leia também

MP-SP abre inquérito contra Alckmin por improbidade administrativa

Ministério Público de São Paulo abriu nesta sexta-feira (20) um inquérito civil para inves…