Início Destaques Inquérito sobre o Porto de Santos deve ser prorrogado; peritos sugeriram quebra de sigilo de Temer

Inquérito sobre o Porto de Santos deve ser prorrogado; peritos sugeriram quebra de sigilo de Temer

A Polícia Federal deverá pedir a prorrogação do prazo de um inquérito no qual Michel Temer é suspeito de beneficiar a empresa Rodrimar na renovação de concessões no Porto de Santos, num decreto editado em maio do ano passado.




O prazo termina no próximo dia 20, mas de acordo com investigadores, apesar de a apuração ter avançado, ainda é preciso esclarecer alguns pontos, há diligências em andamento, e várias outras pendentes.

Recentemente, peritos da Polícia Federal sugeriram ao delegado responsável que peça a quebra dos sigilos bancário, fiscal e telefônico dos investigados, inclusive de Temer. Além disso, depois do carnaval, o ex-diretor da J&F Ricardo Saud e um dos donos da empresa, Joesley Batista vão prestar depoimento e a expectativa é que eles revelem outros detalhes do caso.

A renovação do prazo e a autorização para medidas como a quebra de sigilos dependem do relator do inquérito no Supremo Tribunal Federal (STF), Luís Roberto Barroso.

O inquérito foi aberto em maio do ano passado com base na delação premiada de Joesley e Saud. Telefonemas gravados com autorização do STF mostraram auxiliares de Temer conversando sobre o decreto – entre eles, o ex-deputado Rodrigo Rocha Loures, famoso por ter sido flagrado com a mala de R$ 500 mil entregue pela J&F.

Leia mais no G1.


Leia também

Sobre facas e facadas

A agressão sofrida pelo candidato Jair Bolsonaro é inadmissível. Parece ter sido cometida …